terça-feira, janeiro 27, 2009

Sem título sem nada


Você pode não entender,
Não ver ou não sentir
Mas vivi aquele dia como se a vida fosse continuar
Mas a vida parou ali

Do lado de cá não parece meu
Ninguém pra me ouvir
E no peito amargo só uma lembrança
De que a vida ficou aí

Eu jamais soube de fato
Das coisas que ia ver
Se soubesse que era tudo tão cinza
Me esconderia debaixo da cama

3 comentários:

Rafa disse...

Amiga adorei!! Vou continuar acessando pra ficar por dentro dos acontecimentos da sua nova vida! hehehehe!! Amo vc!! Beijo!! CAROL

Aura Gomes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sheila Fernanda disse...

Ainda bem que este rio não fede, né amiga?!?!?!!?! Bjo